Conteúdo:
#DicadaSemana

BLOG DA MOBILIZE NO BRASIL

Você conhece Eduardo Rihan Cypel?

Eduardo é brasileiro, gaúcho que aos 10 anos de idade foi morar na França. Um imigrante, que mesmo com a forte restrição do país, se elegeu conselheiro regional de Ilê de France, o departamento de Paris.

O mesmo Cypel que em 2010, quando Nicolas Sarkozy quis endurecer com os imigrantes, criou um grupo de políticos naturalizados chamado “franceses sem distinção”. O mesmo, que candidato do partido socialista em 2012, venceu com 52,7% a deputada Chantal Brunel, que há 10 anos ocupava a vaga.

Quer saber como? Lembrando que o Partido Socialista Francês era relegado ao descaso, quando o jovem Eduardo iniciou sua participação, se unindo a outros jovens idealizadores. Os mesmos que fizeram da conhecida estratégia política de porta-a-porta, sua versão 2.0.

Como funciona o porta a porta 2.0:

01. Ter um cadastro detalhado dos eleitores com histórico político.
02. Conhecer a fundo o perfil, endereço, características e horários.
03. Organizar uma robusta equipe para visita dirigida e segmentadas.
04. Visitar os eleitores cadastrados que deixaram de votar no partido.
05. Visitar antigos eleitores que deixaram de votar nas eleições.
06. Outra rotina de visitas a aqueles não votantes declarados.
07. E na ausência, ter conteúdo direcionado para deixar no local.

Hoje Cypel é um dos mais influentes políticos na França, convidado por Harlem Désir, atual secretário-geral de Hollande, para ser um dos porta-vozes do PS na França.

Para saber mais, acesse o site oficial do Eduardo Rhian Cypel.


Como você agradeceu meu voto?

Não importa para quem tenha sido o meu voto ou o resultado da eleição, o fato é que ela termina. Para alguns, vitória, outros derrota. Seja como for, todos temos o mesmo tema de casa: agradecer os votos.

Dentre as inúmeras formas de agradecer o voto, o apoio das equipes e o empenho de todos, lembre que o seu muito obrigado pode ser também um importante passo para o futuro. Quer saber como?

Primeiro avalie se você:

. Gravou um vídeo de 1 minuto para usar no Youtube?
. Compartilhou imagens dos principais momentos para o WhatsApp?
. Publicou uma imagem para o Facebook com foco em compartilhar?
. Agradeceu via SMS regionalizado o apoio recebido em cada cidade?
. Criou ainda um email marketing personalidado com link para o site?
. E também usou jornais, rádios e correspondência pelo correio?

E o mais importante, lembrou de indicar uma ação para ser realizada pelo seu eleitor? Poderia ser baixar o App do mandato, um link para completar o cadastro ou um convite para fazer parte no facebook. Você agradeceu e mostrou como as pessoas que podem fazer parte do seu mandato?

Se faltou algo, ainda há tempo… Enquanto os outros vão estar pensando no que escrever, você pode ser mais ágil e se preocupar em como tornar o seu agradecimento em mais apoio, mais cadastros e mais eleitores.


5 passos para mobilizar usando o WhatsApp

Você já deve ter ouvido muito falar que esse é o ano da eleição Facebook, não é? Pois bem, tivemos que vir de New York para falar a verdade… Esse ano, a eleição é no WhatsApp.

E para mostrar como isso é possível, basta lembrar que:
. Toda pessoa tem influência sobre 162 pessoas (trust friends).
. Todos querem lutar, sem sair de casa, pelo que acreditam.
. E que no WhatsApp pode ser beeeeem mais rápido.

Quer saber como? Então faça o seguinte:
01. Defina claro seu slogan e cinco bandeiras da campanha.
02. Crie um grupo WhatsApp para cada uma das suas bandeiras.
03. Convide amigos-líderes com interesse para cada um dos grupos.
04. Complete os grupos, um por causa, com 50 pessoas em cada.
05. Mobilize as pessoas de cada grupo, para criarem os seus grupos.

Seja criativo, seja persistente e motive seu público a criar. Seja por cidade, bairro, rua, time de futebol ou profissão. De 50 em 50, em poucas semanas serão mais de 5 mil pessoas, cada uma com potencial para influenciar outros 162 trust friends, por uma justa causa. Em 5 dicas, 5 semanas, são 5 mil pessoas no seu WhatsApp.

E para quem quer ganhar tempo, a sugestão é fazer como os candidatos que utilizam WhatsApp + AppdoCandidado para mapear os apoiadores, divulgar a campanha e mobilizar muito mais nessa eleição.


Quem vai ser nosso Obama em 2014?

Você lembra do Obama em 2008? Dos 74 milhões de votos? Dos $794 milhões recebidos em doações? E que a média foi de 90 dólares por pessoa? Agora um segredinho que ele não contou… Você sabe quantos apoiadores cadastrados o Obama tinha em sua campanha de 2008? Tic tac tic tac…

A resposta: 230 mil. Isso mesmo, apenas 230 mil voluntários espalhados em todo o país (230 em 300 milhões de habitantes). Eram apenas 230 mil, mas organizados em cidades, em micro estruturas focadas em trazer mais apoiadores. Treinados, motivados e incentivadas para criar, divulgar e multiplicar os conteúdos e ações da campanha.

Pronto, agora você sabe. E sabe também que cada multiplicador gerou 250 votos, utilizando principalmente as redes sociais. Mas nada de esquecer o contato pessoal, grupos de trabalho, visitas, ligações, eventos, reuniões e claro, redes sociais. Esse foi o segredinho do Obama que ele não contou.

E agora? E no Brasil? Quem vai organizar a casa? Geolocalizar os apoiadores? Mobilizar toda a rede e fazer, cada um, ser um multiplicador da campanha?

Seja com 500, 2 mil ou 10 mil apoiadores, a resposta vem em outubro.
Yes we can. Yes we can. Yes we can. 250 vezes.